Notícias

16 de Agosto de 2017

FUNDEF recebe a visita do grupo CEAT Social

O primeiro encontro foi cheio de expectativas para a turma formada por alunos de 8 a 14 anos de idade. Todos queriam entender como é feito o tratamento aos pacientes fissurados.  Os estudantes ouviram atentos as explicações e aproveitaram para conhecer a estrutura da entidade. A Fundação tem cerca de 3 mil pacientes cadastrados de mais de 400 municípios gaúchos, só na área de fissurados.


A turma faz parte do Ceat Social, criado há três anos no Colégio Evangélico Alberto Torres, de Lajeado. Os alunos se reúnem uma vez por semana, de forma voluntária, com o objetivo de conhecer uma nova realidade e desenvolver o comprometimento e a responsabilidade com o próximo. O grupo já visitou entidades como a Apama, Vovolândia e Slan. De acordo com a coordenadora do projeto  Susane Elise Giongo,  houve uma evolução muito grande em sala de aula.  Ela ressaltou ainda a disponibilidade das instituições em atender o grupo. " Eu particularmente que faço os contatos, fico feliz com a abertura das entidades. Em todos os lugares somos bem recebidos. Existe o interesse da instituição em  divulgar o trabalho e de contagiar os alunos, plantar uma semente, para que no futuro possam estar engajados nas questões sociais."
Os alunos que participam do Ceat Social tem um interesse em comum, como resume a aluna Luisa Craide Haenssege, de 12 anos, do 6o B. "Eu acho interessante, pois podemos conhecer novos projetos, ajudar quem precisa e  visitar instituições." Contagiado pelo experiência, o grupo estuda a possibilidade de arrecadar brinquedos e distribuir para os pacientes da FUNDEF no Dia das Crianças.