Notícias

28 de Fevereiro de 2019

4º almoço na Casa de Acolhida reúne mais de 40 pessoas

Uma vez por mês, a Casa de Acolhida, local que abriga pacientes e familiares que estão em tratamento na FUNDEF, abre as portas para o almoço comunitário. No quarto encontro, o prato escolhido foi carreteiro. O preparo ficou a cargo do chefe de cozinha argentino Mariano Matias Alfonso, que desde o início do projeto, abre mão de um dia de trabalho para ser voluntário. "É um carreteiro bem especial preparado com muito tempero para dar sabor ao prato."
Os ingredientes foram doados pelo grupo de palhaços Doadores de Alegria, coordenado pelo Gilberto Schmidt, que além dos insumos levou diversão para toda turma. "Essas pessoas merecem, se sacrificam pelo bem-estar dos filhos. São pacientes e familiares que vêm de longe, e nada mais justo, do que uma vez por mês ganhar um almoço. E o que nós podemos doar é alegria."
O grupo formado por 50 pessoas ainda realiza ações em hospitais de Estrela, Lajeado e Arroio do Meio, além da Apae, casas geriátricas e associações de acolhimento. A gerente administrativa da Fundação, Dorli Maria Diehl enalteceu a disponibilidade dos integrantes. Ela explicou que para a entidade é muito importante esse gesto, pois são pacientes de todo Estado que enfrentam muitas dificuldades, desde a locomoção até na compra de alimentos. "É muito interessante essa integração de voluntários assumindo este almoço. Parece simples o gesto de oferecer um prato de comida, mas isso está carregado de amor e caridade. Uma ação como essa que não pode acabar."
Marlene Arruda Nunes veio de Guaporé, foi uma das primeiras a saborear o prato. "A gente já sai sem dinheiro de casa, imagina só nossa felicidade em poder ganhar o almoço." Dejanira Schmit saiu de Santa Cruz do Sul. "Já tem o desgaste da viagem, chegar aqui com um lugar certo para almoçar é tudo de bom, além do mais as crianças têm lugar para brincar e se divertir. "